Cloud Computing: tudo o que você precisa saber

Você provavelmente já deve ter ouvido falar em Cloud Computing e em como essa tecnologia é vantajosa para a realização de diversas atividades. Mas será que você realmente sabe como ela funciona e porque se tornou indispensável na rotina corporativa? Acompanhe o artigo para entender um pouco mais sobre o assunto.


Cloud Computing também conhecida como computação em nuvem é uma tecnologia que permite que o usuário acesse recursos úteis para o seu cotidiano, de qualquer lugar do mundo por meio de computadores ou smartphones. Para isso, basta que o dispositivo esteja conectado à internet.


Mas antes de explicar os aspectos técnicos, é preciso entender a origem da computação em nuvem. A verdade é que esse conceito começou a despontar na década de 1960, a partir da ideia dos pioneiros Joseph Carl Robnett Licklidermas e John Mccarthy, mas o termo se difundiu de fato, quando o professor Ramnath Chellappa, o utilizou pela primeira vez em uma palestra universitária em 1997.


Com o passar dos anos o avanço tecnológico influenciou a competitividade corporativa e as ferramentas passaram de meras opções a verdadeiras aliadas. Há alguns anos, se uma empresa quisesse armazenar informações, dados e sistemas, era necessário manter uma estrutura local no escritório. Agora, isso não é mais uma regra e com um servidor em nuvem tudo fica hospedado remotamente e pode ser acessado a qualquer momento.


Quais as vantagens da Cloud Computing?


Centralização de informações

Permite que os dados, que estão distribuídos em vários programas, sejam mantidos em um único local. Isso impede que diferentes formulários de autenticação de acesso sejam gerados e facilita a disponibilidade, já que as informações ficam centralizadas.

Escalabilidade

A escalabilidade é um dos principais benefícios, pois o volume de demandas das empresas aumenta constantemente. Assim, a infraestrutura oferecida pela nuvem amplia a capacidade, mantém a produtividade e, com isso, impacta diretamente o crescimento do negócio.


Redução de custos

Assim como a escalabilidade, a economia também é uma grande vantagem. Quando uma organização decide investir em cloud, ela elimina os custos que estão incluídos na manutenção de uma infraestrutura ou data center interno.


Mobilidade de trabalho

O trabalho remoto ou home office, como ficou conhecido, permitiu que as pessoas realizassem as atividades profissionais sem que precisassem ir até os escritórios. Como falamos anteriormente, a nuvem possibilita que esses usuários acessem e também compartilhem informações com os colegas, mesmo estando distantes.


Tipos de nuvens disponíveis no mercado

Conheça agora alguns tipos de nuvens disponíveis no mercado e veja qual se enquadra melhor no seu negócio.


Pública

Basicamente se caracteriza por recursos oferecidos por terceiros, que podem ser contratados tanto por empresas, quanto por pessoas em geral. Isso significa que o cliente não precisa se preocupar com o gerenciamento do que está mantendo na nuvem. Tudo que envolve segurança e manutenção fica por conta do provedor do serviço.


Privada

Diferente da anterior, a nuvem pública é voltada para as corporações que desejam manter uma infraestrutura local e mais restrições de acesso a usuários autorizados, por exemplo. Esse tipo de tecnologia permite que as intuições personalizem os recursos da maneira que julgarem melhor para seus processos e atividades diárias.


Híbrida

Por último, mas não menos importante, temos a nuvem híbrida. Ela é a junção das versões pública e privada. Dessa maneira, a empresa pode compartilhar e utilizar recursos conforme a necessidade da ação, podendo ser das duas formas distintas.


Modelos de implementação

Atualmente existem três modelos diferentes e que podem ser implementados de acordo com a capacidade e necessidade da empresa. O primeiro é o SaaS (Software como Serviço), onde funcionam aplicativos bem conhecidos como o Google Docs, Linkedin e Facebook. O segundo é o PaaS (Plataforma como Serviço), que está relacionado a ferramentas de gerenciamento de banco de dados e sistemas operacionais. Já o IaaS (Infraestrutura como Serviço), está ligado à questão de infraestrutura, como os data centers, hardwares, racks e servidores, por exemplo.


De modo geral, a Cloud Computing se tornou parte essencial para o desenvolvimento e crescimento do mercado e transformação digital, por melhorar processos que antes eram realizados de maneira mecânica. Hoje é possível escolher o serviço que mais se adequa a necessidade, com benefícios, segurança e garantia de economia.


Gostou desse conteúdo? Acompanhe as matérias da Ávato e saiba mais!