top of page

Banco de dados: conheça os principais tipos e saiba como funcionam

No mundo digital, os bancos de dados são essenciais. Armazenam desde suas informações pessoais e transações bancárias até a atividade nas redes sociais e o funcionamento de websites e aplicativos. Mas o que exatamente é um banco de dados e como ele funciona?


Em termos simples, um banco de dados é uma coleção organizada de dados estruturados. Imagine uma biblioteca gigante, onde cada livro é um registro individual e as prateleiras, colunas que organizam os livros por categorias. Os bancos de dados facilitam o armazenamento, a organização e o acesso a grandes quantidades de informações, tornando-as úteis para diversas tarefas.


Investir em uma estrutura de banco de dados robusta oferece diversos benefícios para empresas e organizações.


Melhora a eficiência: Permite o acesso rápido e preciso às informações, otimizando processos e reduzindo tempo e custos.

Aumenta a produtividade: Facilita a tomada de decisões estratégicas baseadas em dados concretos e confiáveis.

Promove a segurança: Protege dados confidenciais contra acessos não autorizados, garantindo a privacidade e a conformidade com as leis e regulamentações.


Para que um banco de dados funcione sem problemas, é necessário um Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados SGBD - Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados. O SGBD atua como um software intermediário entre o banco de dados e o usuário, permitindo a criação, manipulação e consulta de dados. Atualmente, existem diversos tipos, cada um com suas vantagens e desvantagens.


Bancos de dados relacionais

Os bancos de dados relacionais são os mais tradicionais e armazenam dados em formato de tabelas, com linhas e colunas. São ideais para informações estruturadas e inter-relacionadas, como dados de clientes, produtos e pedidos. Alguns exemplos populares incluem SQL Server, MySQL, Oracle e PostgreSQL.

Bancos de dados não relacionais

Os bancos de dados NoSQL são mais recentes e flexíveis, ideais para grandes volumes de dados não estruturados, como imagens, vídeos e textos. Eles podem ser categorizados por tipos como chave-valor, documental, família de colunas e grafo.


Chave-valor: Armazenam pares de chave-valor, como dicionários. Ideal para armazenar pequenas quantidades de dados simples. 


Documental: Armazenam documentos JSON, como registros de clientes ou produtos. Ideal para armazenar grandes volumes de dados semiestruturados. 


Família de colunas: Armazenam dados em colunas, como planilhas. Ideal para armazenar grandes volumes de dados estruturados em séries temporais. 


Grafo: Armazenam dados em formato de grafos, como redes sociais. Ideal para armazenar dados com relacionamentos complexos. 


Bancos de dados NewSQL

Os bancos de dados NewSQL combinam a escalabilidade do NoSQL com a consistência do SQL, sendo adequados para aplicações que exigem alto desempenho e confiabilidade. Alguns exemplos populares incluem CockroachDB, TiDB e YDB.


Bancos de dados in-memory e nuvem

Os bancos de dados in-memory armazenam dados na memória principal do computador, proporcionando acesso ultrarrápido para aplicações com necessidades críticas de performance. Já o segundo tipo, como o nome sugere, são hospedados na nuvem, oferecendo escalabilidade e flexibilidade.


Ao compreender os diferentes tipos de bancos de dados, você estará mais preparado para tomar decisões sobre qual tipo é o mais adequado para suas necessidades. Gostou deste conteúdo? Continue acompanhando o nosso blog. Se quiser conhecer os serviços de Data Center da Ávato clique  aqui.


Ávato - Soluções que simplificam!


Opmerkingen


bottom of page