Como a Internet das Coisas está revolucionando as vendas a varejo

Você sabe o que é a Internet das Coisas (IoT)? Nos últimos anos, o ganho de popularidade do comércio eletrônico fez com que muitos acreditassem que visitas a lojas poderiam chegar ao fim. Porém, isso não aconteceu. Lojas físicas seguem sendo importantes elementos na estratégia das empresas, representando uma parte significativa das vendas e oportunizando um relacionamento mais próximo com o seu público.

As lojas físicas não sumiram, mas para manter a relevância, tiveram de se reinventar adotando novas tecnologias, estratégias e estruturas. Ambientes de atendimento renovados e o foco numa melhor experiência para quem entra no estabelecimento refletem as necessidades de um público cada vez mais conectado, que busca por soluções completas quando visita um estabelecimento.

A Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) é sem dúvidas uma das principais armas à disposição dos lojistas, quando o assunto é renovação. As soluções de IoT otimizam diversos processos dentro de uma empresa, desde o atendimento ao cliente, até a cadeia de logística de estoque e infraestrutura do estabelecimento. Para ajudá-lo a entender melhor esse conceito e como a IoT pode facilitar a sua vida, separamos alguns exemplos do que ela tem a oferecer.

Etiquetas eletrônicas

O uso destas etiquetas com chips de identificação por rádio frequência possibilita um rastreamento muito mais detalhado dos produtos, permitindo com que lojistas entendam não só quais os produtos que mais são vendidos, mas também quais são movimentados dentro da loja.

Quiosques de Autoatendimento

Muitas vezes clientes preferem não ter contato com atendentes ao realizar tarefas simples, e quiosques inteligentes são ótimas alternativas. Além disso, os quiosques podem funcionar 24h desde que estejam conectados à internet.

Estes quiosques podem ser usados também como ferramentas para pesquisas de satisfação. Alguns softwares, toda vez que um cliente responde a sua pesquisa, registram não só a resposta como também executam uma análise sensorial do rosto do cliente para obter informações demográficas (sexo) e sentimento (feliz, triste, com raiva, etc). Tudo isso sem identificar o cliente, respeitando sua privacidade.

Automações gerais

Assim como Casas Inteligentes, existem os Estabelecimentos/Lojas Inteligentes. Simples erros humanos como esquecer de trancar uma porta ou deixar o ar condicionado ligado podem custar caro. Sistemas de IoT permitem o gerenciamento remoto do estabelecimento, emitindo alertas caso algo esteja se comportando fora do padrão.

Visão computacional

Sem dúvidas, um dos campos mais incríveis e que mais crescem na Internet das Coisas. Por conseguir se utilizar de equipamentos já existentes na grande maioria dos estabelecimentos: câmeras de segurança.

Através das imagens geradas por sistemas de videomonitoramento, um algoritmo consegue contar em tempo real o número de pessoas dentro de um estabelecimento, gerando relatórios de quantas pessoas visitaram a loja, quais os períodos de maior movimento, etc.

Além disso, é possível também gerar mapas de calor de ambientes, possibilitando um melhor entendimento da movimentação dos clientes dentro do estabelecimento. Com essa informação em mãos, pode-se, por exemplo, otimizar o design da sua loja, alterando o posicionamento de estantes e produtos para encontrar a disposição que mais aumente o seu faturamento.

A grande maioria das câmeras de segurança podem ser utilizadas em conjunto com algoritmos de visão computacional. Se você consegue ver as imagens das câmeras do seu celular, muito provavelmente, suas câmeras comportam este serviço.

Além disso, a Internet das Coisas traz inúmeros benefícios aos varejistas. Um algoritmo de visão computacional, por exemplo, pode gerar relatórios precisos, que nutrem os empresários na hora de tomar decisões, além de ajudar na avaliação e implementação de diversas estratégias de Marketing.

Gostou de saber mais sobre IoT? Então leia nosso artigo sobre as Cidades Inteligentes, as quais usam diversas tecnologia de ponta. Além disso, lembre-se de nos seguir em nossas redes, no Facebook, Instagram e LinkedIn para ter acesso a mais conteúdos como esse.