Entenda para que serve o sistema de cabeamento estruturado

Quem está acostumado com projetos de TI com certeza já ouviu o termo cabeamento estruturado em algum momento. Mas antes de explicar como ele é feito, é preciso entender o papel que esse sistema desempenha no cotidiano corporativo.

Primeiro imagine um escritório com muitos computadores, telefones e outros aparelhos eletrônicos. Certamente a quantidade de fios expostos nesse ambiente é enorme, certo? Eles ficam vulneráveis a coisas como incêndios, infiltrações e outros problemas de clima, e consequentemente também podem causar acidentes de trabalho.

O cabeamento é um método que consiste na organização e na padronização dos cabos existentes em um determinado ambiente, e que têm o objetivo de levar conectividade a máquinas em locais como edifícios e escritórios, por exemplo. Também promove maior aproveitamento de equipamentos e novas instalações, e facilita o gerenciamento, tornando as manutenções mais ágeis e seguras.

Para montar todo esse sistema é necessário seguir algumas referências e normas de segurança, tais como: ANSI e EIA/TIA e técnicas: NBR 14565/16665. Essa é uma das etapas de estruturação de rede que exige mais atenção, pois quanto mais eficiente forem as conexões, mais rápido as tecnologias podem ser aplicadas.


É comum pensar que para fazer a implementação desse sistema basta apenas comprar os cabos e fazer a ligação deles em um Switch. Mas para obter uma estrutura independente, seja ela nova ou uma readequação, é primordial um estudo do ambiente através de uma visita in loco/análise de uma planta baixa.


Onde pode ser implementado?

Mesas de trabalho é um exemplo de onde o cabeamento pode ser feito. Assim como o cabeamento horizontal, responsável por fazer a ligação entre essas mesas e a sala de telecomunicação.

Já na sala de telecomunicação o cabeamento é realizado para acomodar os equipamentos e cabos de rede, também é o local onde os backbones são ligados ao modelo horizontal da estrutura.

Também pode ser inserido na sala de equipamentos de rede como Cloud Pabx, servidores e roteadores, também necessitam de organização, assim como os pontos de entradas. Esses pontos são as portas por onde o cabeamento externo como a fibra óptica da internet é conectada à estrutura do prédio, por exemplo.

É importante ressaltar que o tempo para a execução do serviço é muito relativo e depende do tamanho da estrutura. Mas com uma equipe familiarizada com todos os tipos e tamanhos de estrutura, a qualidade e agilidade são garantidas.

Continue acompanhando nossas notícias e saiba os principais assuntos sobre tecnologia!