Case: A Omega Tecnologia interliga as unidades do Grupo Santa Lúcia
23/02/2011

Sobre o Grupo Santa Lúcia:
No dia 13 de janeiro de 2011, o Grupo Santa Lúcia comemorou 30 anos de atividades. No início, a empresa atuava no ramo de pavimentações. Hoje, o foco está na venda de combustíveis, atacado e varejo, através de 11 postos de abastecimento, TRR, distribuidora e transportadora, gerando mais de 150 empregos diretos e contribuindo para o desenvolvimento das comunidades onde atua. Nesses anos todos, investiu sempre na ampliação de seus pontos de atendimento, na qualificação de seus produtos, serviços e na capacitação de seus colaboradores. Firmou também parcerias com as principais bandeiras do mercado de combustíveis.

Maiores informações: www.gruposantalucia.com.br

Segundo Tiago de Franceschi, um dos responsáveis pela TI dos Postos, até 2008 não existia departamento ou funcionário encarregado pelas ações de informática no grupo, apenas uma empresa que prestava serviço de manutenção quando acionada pelos responsáveis por unidade.

“Esse cenário começou a mudar a partir do projeto de troca do ERP da empresa. Um projeto que previa além da aquisição do novo software de gestão a renovação dos equipamentos de informática nas unidades e a aquisição de servidores de aplicação e banco de dados.

Todo esse empenho tinha como objetivo maior a integração de toda a rede Santa Lúcia, no qual a Omega foi inserida com a missão da comunicação, segurança e trafego de dados.

Os recursos sugeridos pela Omega no projeto foi disponibilizar através de VPN - Rede Virtual Privada, ligando o servidor da matriz com todas as filiais. Também disponibilizou através do UNICENTER ferramentas de monitoramento remoto e configurações de políticas de rede, além do serviço de Acesso Internet”. Relata Tiago.

Ainda conforme Tiago, o desafio do Grupo Santa Lúcia, na implantação do novo ERP, seria como interligar as filiais com a matriz no centro de Santa Maria, tendo em vista que praticamente todas as filiais são de difícil acesso, principalmente em rodovias onde não existe oferta de acesso à internet pelas operadoras de telecomunicações.

“Sem a interligação de matriz e filial que foi proporcionada pela OMEGA, nosso novo ERP não teria como ser efetivo, seria apenas um programa local e não teria nem propósito de sua aquisição”. comenta Guilherme, também responsável pelo setor de TI dos Postos Santa Lúcia,  e finaliza:

“Eu indicaria os serviços da Omega pelo o que foi feito no Grupo Santa Lúcia, nota-se que os serviços foram eficientes, também pela atenção dada aos clientes, pelo retorno imediato da equipe. É uma empresa conceituada, confiável, outras empresas confiam, pois é reconhecida no mercado”.

Confira as unidades do Grupo Santa Lúcia:

Voltar